quarta-feira, 11 de novembro de 2015

PITACOS SOBRE A MUDANÇA

Fala rapázi,

Não faço ideia dos bastidores da saída do Kleina. Se houve pressão dos jogadores, se a decisão já havia sido tomada pela diretoria, ou o treinador pediu o boné.

Mas uma coisa eu arrisco dizer: achei a mudança saudável.

Não que Kleina seja um treinador ruim (apesar de alguns resultados poderem ser debitados aos seus erros táticos) ou que o Raul Cabral vá dar jeito no time.

O fato é que alguma coisa tinha que mudar nesses quatro últimos jogos. Não estamos na zona de rebaixamento somente pela incompetência dos demais times. São 7 partidas sem vencer! Não há mérito nenhum a ser comemorado.

Além disso, se for verdadeira a informação de que a pressão veio dos atletas, tornando a situação insustentável, independentemente de não ser o correto, agora cabe aos jogadores justificar que o problema estava no treinador. Esperamos que na próxima quarta-feira aqueles que pediram a cabeça do Kleina façam por merecer vestir a camisa do Avaí.

A mudança do técnico é a última cartada do ano. O gás final para nossa permanência na Série A. Que a Nossa Senhora da Ressacada nos abençoe (mais ainda).

Abraços,
Marcelo

RAUL: TENTE OUTRA VEZ

Rapázi,

Volto para falar do assunto.
Por ora, fica o recado do Raul para o Raul: tente outra vex.

Abs, Marcelo


Veja!
Não diga que a canção
Está perdida
Tenha fé em Deus
Tenha fé na vida
Tente outra vez!

Beba! (Beba!)
Pois a água viva
Ainda tá na fonte
(Tente outra vez!)
Você tem dois pés
Para cruzar a ponte
Nada acabou!
Não! Não! Não!

Oh! Oh! Oh! Oh!
Tente!
Levante sua mão sedenta
E recomece a andar
Não pense
Que a cabeça aguenta
Se você parar
Não! Não! Não!
Não! Não! Não!

Há uma voz que canta
Uma voz que dança
Uma voz que gira
(Gira!)
Bailando no ar
Uh! Uh! Uh!

Queira! (Queira!)
Basta ser sincero
E desejar profundo
Você será capaz
De sacudir o mundo
Vai!
Tente outra vez!
Humrum!

Tente! (Tente!)
E não diga
Que a vitória está perdida
Se é de batalhas
Que se vive a vida
Han!

Tente outra vez!

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

COMPARANDO COISAS INCOMPARÁVEIS

Fala rapázi,

Semana sem jogo é um saco, né? Parte da imprensa precisa de assunto para encher a pauta. Daí começam as divagações. Quando um jogador, no calor do jogo, solta uma palavra infeliz, bingo!

O gramado da Ressacada foi a bola da vez. Apareceu especialista de tudo quanto foi lado. Até a rede social do time de lá tirou uma casquinha. Mas será que poderiam?

Vamos fazer uma comparação bem rápida:

a) Cobertura: não estou falando daquela que o Marquinhos deu pro Neneca. Na Ressacada, além do Setor A, onde ficam as cabines de rádio e televisão, teve toda a arquibancada oposta (Setores C, D e E) coberta há alguns anos. Isso permitiu cobrar mensalidade e ingresso diferenciados. Assim, em dias de chuva, boa parte da nossa torcida fica devidamente abrigada. 
Já no outro lado da ponte, há apenas cobertura nas "sociais". O resto do estádio é aquele mosaico verde descoberto, cuja ocupação é bem inferior à do Leão.
Foto: Alceu Atherino / AVAÍ F.C.

b) Camarotes: além dos camarotes antigos, localizados no Setor A, a Ressacada possui três andares de camarotes no lado oposto, confortáveis e com uma ótima visão do estádio.


c)  Área VIP: não sabes o que é, né ô da coloninha? Também, não tem nem como. Então dá uma espiada



d) Estacionamento: ao contrário de outros estádios por aí, a Ressacada possui estacionamento próprio.

e) Elevador: tens? Não? Toma, então.

f) Área para crescer: a propriedade do Avaí já começa no trevo que sai da Av. Diomício Freitas, se estendendo pelos campos de treinamento, passa pelo estádio e segue pelo estacionamento. Isto possibilita a execução de projetos que melhorem a infraestrutura do clube ou a celebração de parcerias com empresas privadas que gerem receita fixa ao Leão.


Compara aí, ô inteligente. Ah, outra coisa: meu estádio não invade a rua, tá?

g) Separação para o campo: Na Ressacada torcedor não assiste ao jogo como se fosse um preso, através de grades. Todos ficam acima do nível do campo. Nos setores C, D e E, quem fica mais abaixo, pode ver a partida sem obstáculos em razão do acrílico que separa as cadeiras.


Então, antes de vir falar no nosso gramado (que está momentaneamente judiado), melhor uns e outros cuidarem do puxadinho ao lado do cadeião e do time que está na zona de rebaixamento.

Abraço,
Marcelo

terça-feira, 1 de setembro de 2015

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

UM TIME DE OPERÁRIOS

Fala rapázi,

O título da postagem não é meu, mas sim do Marquinhos, que assim definiu a equipe do Avaí que venceu uma partida importantíssima, diante de um time do G4.

Tenho falado aos amigos que o problema do nosso time não é disposição tática, nem preparo físico, mas sim de técnica.

Longe de desrespeitar os atletas, é notório que não temos nenhum craque, aquele que vai fazer a diferença, aquele que quando pega a bola a torcida já se empolga. O grupo é mediano, afinal a distribuição desigual de cotas de televisão, aliada ao saneamento financeiro na Ressacada não nos permite grandes sonhos.

Mas também não temos um elenco ruim. E o jogo de sábado mostrou isso. Parece que o Kleina encontrou uma boa formação: uma chance para o Diego (que nos deu apenas um susto), a boa dupla de zaga, Adriano que jogou muita bola, com Tinga saindo infinitamente mais rápido para o jogo do que o Eduardo Neto, Marquinhos voltando a comandar o meio-campo e botando o Pablo para correr. 
Esse time marcou e correu muito. Fez um gol na base da vontade do André Lima e segurou o resultado.

Enfim, um time de operários, como disse o M10, que se continuar com essa disposição garante a permanência na Série A.

Abs, Marcelo

quarta-feira, 29 de julho de 2015

PROPOSTAS INDECENTES

Fala rapázi,

A semana começou agitada por conta da proposta de venda de mando de campo, na qual o Avaí embolsaria a bagatela de R$ 700.000. Tentador. Muito tentador para um clube com orçamento curto e uma cota de televisão ridiculamente mais baixa que a maioria dos rivais. Lembrou o filme "Proposta Indecente".

Mas além do dinheiro, estava também em jogo outra coisa: o resgate da credibilidade da torcida Avaiana, maltratada em 2010, quando os ingressos e as mensalidades subiram bastante depois de uma boa campanha no ano anterior. Um "sim" nesse momento poderia ser o início de uma debandada de torcedores na metade do campeonato.

A diretoria do Avaí optou por se manter fiel ao seu torcedor, diferente de outros clubes, mesmo deixando de lucrar meio milhão de reais num jogo. São nesses momentos que a paixão supera a razão. Mas futebol não é isso?

De outro lado, também nesta semana noticiou-se a assinatura de contrato de três empresários que passam a gerir o clube do continente. Daí nos questionamos: se esta mesma proposta aportasse no lado de lá da ponte, a recusa seria imediata? Por mais que um dos sócios cotistas de lá tenha dito que também não aceitaria, tenho minhas dúvidas porque ele não decide mais sozinho e nem mesmo com a emoção. Quem chegou, chegou para lucrar.

Qual modelo terá sucesso? Não sabemos. O que sabemos é que os Avaianos acordaram de alma lavada e os coirmãos ressabiados.

De nossa parte, resta fazer agora o dever de casa: além de estar presente não só no dia 8, mas também nos demais jogos, fazer um esforço para se associar ao clube.

Abraços,
Marcelo
@MGSilva_

segunda-feira, 6 de julho de 2015

MAIS UM PRA CAIXINHA

Fala rapázi,

Apesar da ingenuidade do Jubal, NÃO FOI PÊNALTI.

Abs, Marcelo


segunda-feira, 15 de junho de 2015

DE CABEÇA ERGUIDA

Fala rapázi,

De clássico a gente não pode esperar nada. Qualquer resultado é possível.
Ontem, debaixo daquela chuva, daí mesmo é que tudo poderia acontecer. Infelizmente, o tempo prejudicou o futebol mais veloz e habilidoso do Avaí e acabou favorecendo a truculência e a retranca do outro lado.

Some-se a isso uma péssima, horrível, ridícula arbitragem que desde o começo já mostrava que estava perdida.
André Lima leva um chute no rosto (que lhe renderá pontos) e recebe um amarelo. Renan dá um carrinho só na bola e leva um amarelo que lhe tira do próximo jogo.
Ainda teve o lance da imagem abaixo. Escolhe onde queres o pênalti.

Mas a cereja do bolo foi o pênalti mais do que escandaloso não marcado em favor do Leão.
Se o assoprador de apito estivesse longe, encoberto ou o lance não fosse o da bola, ainda se poderia pensar no assunto, mas foi em cima justamente do jogador que receberia o passe. Imperdoável.



Sobre os assuntos fora de campo, acho que é tempo de acabar a diplomacia da Diretoria Avaiana com o outro lado. Cada um que cuide do seu.
O episódio de não entrar com as camisas da campanha pela paz, de não acolher a luta contra o trabalho infantil, porque um jogador deles teve uma medida judicial deferida contra si, mostra a índole do arrendado.

Foto da Jamira, claro

Mas o Avaí sai do clássico de cabeça erguida, em 9º lugar, sendo o melhor classificado entre os catarinenses. Agora é trabalhar durante a semana para fazer um bom jogo contra o líder São Paulo.

Abraços,

Marcelo

segunda-feira, 2 de março de 2015

SAIU A TABELA DO BRASILEIRÃO!

Fala rapázi,

A CBF acaba de divulgar a tabela do Brasileirão.
Nosso início será bem tranquilo: Santos, Inter e Flamengo (rsrsrs).
Confira a tabela aqui e agende a sua viagem.

Abs, Marcelo

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

MUITA CALMA NESSA HORA

Fala rapázi, 

Escrevo essas linhas correndo o risco de errar feio, mas é o preço que se paga.
Tenho lido de tudo sobre essas primeiras quatro rodadas: já tem gente querendo derrubar o Geninho, tem quem queira desmontar o elenco e ainda aqueles que já rebaixaram o Avaí. 
Não, não fiquei feliz com o desempenho do time nesse início de temporada,  mas sinceramente, estamos longe de um desastre.
Vamos aos fatos.
Pegamos 3 times grandes e mais o Atlético fora. Tabela murrinha.
Temos goleiro.  Apesar do Vagner ainda precisar de mais confiança, ninguém discorda que é um bom defensor.
As laterais, no atual esquema, são ponto fraco.
A zaga tem demonstrado bom desempenho, com Jéci, Ronaldo Alves e Philipe Maia. Alem disso, temos o Antônio Carlos para estrear.
Outro que em breve entrará em campo é Eduardo Costa.
Na armação, esperamos ansiosos a volta de Marquinhos, suspenso pelo soco que deu em um colega de profissão. O galego tem talento de sobra para botar Rômulo para correr.
Na frente, Anderson Lopes vem subindo de produção e André Lima está recuperando a forma física. Ainda temos Roberto cumprindo suspensão. 
É um time ruim para o estadual?  Claro que não.
Ganhando o Metropolitano as coisa voltam ao lugar e a paz dará folga pro Geninho acertar o time, apesar de muita torcida contra.

Abraço, 
Marcelo

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

VAMOS COMEÇAR O CAMPEONATO?

Fala rapázi,

Escuta aqui ó: empatar lá em jec foi um bom resultado. Empatar com o criciúme em casa, apesar de não ser bom, até se admite. Mas na terceira perder para um atlético hermanedwikujhiro normalzinho (sem Brasão ou Xipote), não dá. Está na hora de começarmos o campeonato.

Ontem achei os laterais bem apagadinhos (o futebol do Pablo foi ridículo). A zaga esteve bem. O meio sem criatividade e o ataque esforçado. O conjunto não agradou.

Outro destaque negativo foi o Eduardo Neto. Após ser expulso na estréia, ontem jogou mal, levou um amarelo, depois deu um bagão ridículo e ao ser substituído teria (segundo a televisão) jogado a braçadeira no chão. Para lá. Quem és tu, meu caro? Como diz o mané: menas, menas.

Está certo que se classificam seis equipes e ainda temos seis jogos pela frente, mas é importante vencer para embalar. Quinta é contra a Chapecoense que vem com aproveitamento 100%. Excelente hora para uma vitória.

Abraço,
Marcelo

PS: Dizem, eu não confirmo, que as vitórias não estavam vindo porque a Jamira estava nos Estados Unidos, negociando reforços com a Liga Americana. Agora que nossa fotógrafa internacional voltou, já podemos somar os 3 pontos.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

RAPIDINHAS DO PITACO

Fala rapázi,

Passando adijero só pra dizer que o resultado de domingo foi muito bom. Pegamos o campeão da série b, lá em jec, saindo atrás do placar, tendo um pênalti roubado e dois jogadores expulsos. Querias o que, ô? Aliáx, o que teve de gente querendo desmontar o time inteiro no primeiro tempo foi uma grandeza. Calma, rapázi.

Escutaqui, quinta o jogo é na Ressacada às 7 e meia da noite, hein? Já avisa pro patrão que vais sair mais cedo. Acho que vai ser mais fácil porque pegaremos time de segunda divisão.

E o cocoirmão? Que sufoco pra ganhar do Atlético Rérmam kjwshgfpkjhersugfh. Coisorrorosa...

A vaquinha pro Adão continua. Recebemos depósito até de Barcelona, do nosso pitaqueiro e enviado especial Rafael Lima. Tamu chique, ô. Agora te coça e vem ajudar.

Quem vai pagar o cervejal de aniversário hoje é o pitaqueiro Mauro Canto, o papai do ano, que está montando uma creche com produção própria. Quem quiser pode chegar na festa. Parabéns, amigo. Muita saúde e felicidades.

Abraço,
Marcelo

sábado, 31 de janeiro de 2015

VAI COMEÇAR, RAPÁZI!!!

Bom dia, rapázi!!!

Estamos de volta para mais um início de temporada. É domingo que o ano do Avaí começa com o Estadual que promete ser um dos mais disputados dos últimos tempos. São 4 clubes de série A, mais o Criciúme e aqueles que sempre incomodam.

Nosso time ainda não é o esperado. Temos atletas suspensos em razão do clássico do ano passado (o que é na minha opinião não é mais admissível) e outros ainda adquirindo a melhor forma física. Mas é com esse time que vamos em busca do 17º título.

Já o nosso reencontro com a Ressacada é na quinta, às 19:30.

A nova camisa está linda. Sócio tem desconto na compra. Apesar de eu achar que o lançamento ficaria melhor se aberto para toda a torcida, mas há compromissos comerciais.

O Bistrô do Adão está quase voltando. Isto está sendo possível porque o CEO Adão abriu o capital e lançou ações na bolsa. A galera de fé já comprou alguns lotes e estamos quase chegando à meta (uma carretinha usada e um toldo). Quem quiser colaborar deixe um comentário.

Abraços,
Marcelo
@MGSilva_